Crematório do Cajú e o caso de Rafael Mascarenhas

Crematório do Cajú – Entenda o caso de Rafael Mascarenhas   Crematório do Cajú protagonizou a cremação de Rafael Mascarenhas, que morreu tragicamente no dia 20 de Julho do ano de 2010 no estado do Rio de Janeiro. Este caso repercutiu no Brasil todo além de ser passado por diversas emissoras de televisão. Abaixo você irá conhecer um pouco mais do caso e informações sobre a cremação realizada no Crematório do Cajú, no Rio de Janeiro.   Crematório do Cajú – O Caso   Rafael foi atropelado no Túnel Acústico na Gávea, estado do Rio de Janeiro que mais tarde viria a se chamar “Túnel Acústico Rafael Mascarenhas“. O túnel, no dia, estava em obras e por isso não era possível passar com veículos automotores. No dia do acidente não havia alguma sinalização e também não havia homens trabalhando dentro ou nos arredores do túnel. Segundo a empresa que administrava a obra a (CET-Rio) o túnel estava em obras, porém não estava fechado, apenas na área da entrada da grande favela da rocinha que o trânsito estava impedido. Dentro do túnel entraram dois carros pela parte onde não estava bloqueada e um dos carros acertou o jovem Rafael em uma a quase 100Km/h, informações da equipe de perícia. Rafael estava passando pelo túnel de Skate junto de dois amigos seu. A polícia falou que no local não era permitida a prática deste esporte.   Crematório do Cajú – O Velório e a Cremação   O corpo do jovem foi velado no Rio de Janeiro no Cemitério Memorial do Carmo que fica localizado no Bairro do Cajú. A cerimônia aconteceu...

Cremação no Rio de Janeiro chega a média de seis cremações ao dia

Cremação no Rio de Janeiro chega a média de seis cremações ao dia   Dahas Zahur atual provedor da Santa Casa do Rio de Janeiro afirma que não falta espaços para serem realizados sepultamentos na cidade. De acordo com ele a demanda de Cremações no Crematório do Cajú não é tão grande comparada a demais estados do Brasil, isso se dá principalmente pelas questões religiosas e culturais, as pessoas ainda preferem realizar sepultamentos ao realizar uma cremação. No estado do Rio de Janeiro há uma média de 110 pessoas que morrem todos os dias, destas 110 apenas 6 são cremadas de acordo com Zahur. Se todos os cemitérios do Rio de Janeiro estivessem lotados, significaria que há vários corpos insepultos. Isso é algo que não vem acontecendo no estado do Rio.Afirma o provedor da Santa Casa Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro, o que é ?   A Santa Casa de Misericórdia do estado do Rio de Janeiro é uma concessionária municipal que fornece vários serviços funerários, serviços para funeral e sepultamento, serviços de cremação, serviços para hospitáis e demais serviços ligados a área da medicina. Atualmente a Santa Casa administra 13 cemitérios do rio de janeiro e 1 Crematório, o Crematório do Cajú. A Santa Casa foi criada no século 16 e é uma empresa sem fins lucrativos. Seu principal objetivo é ajudar e atender a população que necessita seus serviços, normalmente a população mais carente, oferecendo diversos serviços citados acima. Para que seja mantida toda a estrutura de fornecimento de serviços de cremação no Crematório do Cajú, serviços funerários nos cemitérios do estado e demais...
COROAS DE FLORES 24H (11) 2366-0498 >>                                                         CREMAÇÃO DE OSSADA - EQUIPE ESPECIALIZADA (11) 3071-1325 >>                                                         COROAS DE FLORES 24H (11) 2366-0498 >>                                                         CREMAÇÃO DE OSSADA - EQUIPE ESPECIALIZADA (11) 3071-1325 >>                                                         COROAS DE FLORES 24H (11) 2366-0498 >>                                                         CREMAÇÃO DE OSSADA - EQUIPE ESPECIALIZADA (11) 3071-1325 >>                                                         COROAS DE FLORES 24H (11) 2366-0498 >>                                                         CREMAÇÃO DE OSSADA - EQUIPE ESPECIALIZADA (11) 3071-1325 >>